Blog

O CORPO É MEU! OBRIGADO!


Demorou mas, está aqui…

Esses dias tive a infelicidade de ler numa desses postes que nos passamos pela time line um ”homem” com um corpo extremamente moldado em músculos escrevendo no comentário de uma Nutricionista que ela não tinha um corpo perfeito e por isso não tinha ”cacife” para dar orientações… Não tenho nada contra quem é definido e nem contra nenhuma nutri com corpo fora do padrão, mas segue a minha reflexão.

Primeiro, hoje eu atendo pessoas que buscam ganhar massa magra, desnutridos que precisam ganhar peso e qualquer custo, obesas que precisam emagrecer e outras que querem, atendo pessoas que buscam apenas comer melhor para ter saúde e qualidade de vida, homens que buscam hipertrofia, compulsivos, anoréxicos, bulímicos, etc… COMO EU CONSEGUIRIA SER REFERENCIA PARA TODOS? Cada um se empenha em evoluir em um aspecto, se eu fosse ser exemplo de comportamento e alimentação IDEAL para cada grupo, seria impossível, pois existem comportamentos e padrão diferentes para cada grupo. Essa é a reflexão que gostaria que fosse pensada.

Mas continuando… independente de eu ter ou não o corpo que alguns julgam que eu deva ter, as condutas e orientações para cada grupo são as mais adequadas e com embasamento. Não ser sarado, não quer dizer que eu não tenha instrumentos para orientes alguém com corpo eutrófico a ficar sarado… ou em casa situação acima mencionada.

A vida me ensinou algumas coisas, inclusive na área que atuo. Quando entrei no curso de Nutrição a 8 anos atras eu era 25 quilos mais magro, ou seja, em 8 anos tenha aplicado o que considero ser adequado e saudável para mim, que me faça ganhar peso dentro DAS MINHAS REFERENCIAS pessoais. Eu não tenho desejos de corpos como dos caras do INSTRAGRAM, eu não quero ter o mesmo corpo do ATOR da novela da 8:00. Eu não adoto métodos e práticas que considero serem inadequadas para minha saúde física e psicológica.

Eu não fui rejeitado por ser magro, esses dias levei um fora porque não tinha o abdômen tanquinho, mas dai me lembro que isso não um problema meu e SIM DA PESSOA, que busca em alguém apenas o físico. Eu Rodolfo tenha coisas como pessoa a oferecer que independente de magro, gordo, definido, vou continuar oferecendo. Já tive sim momentos que quis mudar meu corpo para agradar os OUTROS, mas isso não acontece mais, eu me aceito como sou e não permito que imponham o que querem que eu seja.

Concluindo, o meu padrão de peso é MEU, não o que a moda de passarela diz, não o que a blogueira posta, não o que as capas das revistas mostram, mas sim aquele que quando nú em frente ao espelho eu digo: – Sou feliz como sou, tenho qualidades únicas, sou feliz, sou saudável, etc…

SAI DO PADRÃO DOS OUTROS! QUAL O SEU PADRÃO!?

 


CARNAVAL: COMO EVITAR QUILOS EXTRAS?


É muito comum pessoas terem dificuldades em manter o seu peso em feriados prolongados, mas será que isso é uma realidade para todos? Aos que acreditam que isso é normal, que não tem problema, SIM. Porém quando temos hábitos incorporados, os feriados são apenas, um dia como outro qualquer (no quesito alimentação) e um dia de muita alegria, diversão, de encontrar pessoas, etc…

 

Minha dica de hoje é muito simples, pois não adianta eu listas o que comer, o que preferir, pois sempre estaremos dependendo de condições externas em festas de carnaval. No clube eles vão continuar vendendo o de sempre, na rua o vendedor vai ter o mesmo suco de latinha de sempre, então em alguns casos e em festas de rua estaremos sujeitos a nos permitir alimentos diferentes e manos saudáveis… mas isso é ruim? Eu apenas afirmaria ser ruim se você os consumisse todos os dias. Entretanto justificar que festas e eventos (em especial o carnaval) vão te engordar é um mito, uma crença… geralmente as festas tem hora certa para começar e terminar. Correto?

O que vejo de negativo em feriados são os pensamentos sabotadores presentes nos pacientes com dificuldade em eliminar peso como:

”É feriado mesmo, hoje como tudo que tiver direito”

”Não vou monitorar minhas escolhas, carnaval é uma fez no ano apenas”

”Quarta-feira eu pego firme novamente”

”Não adianta eu comer mais saudável agra, pois a noite ten

Esses são alguns dos pensamentos que podem estar presentes em pessoas com dificuldade de manter resultados. Todos eles passam na sua cabeça para te AUTORIZAR a se sabotar o dia todo usando justificativas baseadas em crenças disfuncionais. É muito importante você aprender a reconhece-los e buscar novas respostas, e ter a ideia de que nem tudo que você pensa é verdade. Porque você tem que exagerar no carnaval? Porque não adianta fazer escolhas mais saudáveis? Porque você vai pegar firme só na quarta-feira?

DICA MASTER para esses períodos são: CUIDE DO ANTES dos seus eventos sem justificar escolhas sem critérios antes dele. Se você manter um padrão saudável durante o dia e apenas uma das suas refeições ou período for atípico, seu corpo não irá formar gordura descontroladamente. Use respostas como: ”A noite vou beber algo a mais, então agora vou fazer melhores escolhas”, ”Vou optar por manter minhas escolhas equilibradas durante o dia, pois a noite vou comer coisas diferentes da minha rotina”…

Do demais lembre-se sempre de se hidratar bastante nessa época. E carnaval é alegria, descontração, agito, não de comilanças.

RODOLFO SCATOLON (1)


JEJUM INTERMITENTE – GATILHO PARA TRANSTORNOS ALIMENTARES


Importante lembrar que prática do Jejum é um comportamento sempre presente em ANORÉXICOS, BULÍMICOS e COMPULSIVOS!

O primeiros critério em anamneses clínicas apontam os períodos de jejum como GATILHO para o desenvolvimento dos transtornos alimentares.

Na minha opinião não é uma prática saudável do ponto de vista COMPORTAMENTAL!

Devemos aprender a nos relacionar melhor com os alimentos e ARRUMAR tempo para eles, buscar apenas os vilões NÃO resolve e NUNCA resolverá o problema da obesidade.


COMER DE TUDO!


Vivemos hoje uma forte onda de ”terrorismo nutricional” e infinitas modas alimentares. Esse tipo de informação acaba sempre mal interpretado pela maioria das pessoas e só vejo hoje em dia pessoas classificarem os alimentos como bons e ruins, simplesmente isso.

Com os números crescentes de sobrepeso e obesidade no Brasil e no Mundo, certas modas e abordar os alimentos como vilões não tem ajudado e nem resolvido o problema. Segundo dados do IBGE em 2015 o Brasil está com esses altíssimos números devido ao sedentarismo (falta de atividades físicas regulares), transição nutricional (mudança do padrão familiar e social), consumo excessivo de alimentar ultra processados ricos em açúcares e gorduras saturadas e a baixa ingestão de fibras, frutas e legumes.

Diante desses números novas propostas vem surgindo a fim de respeitar o indivíduo como um todo (físico, social, familiar, cultural, comunidade, emocional), e que a proibição não é o tema central das consultas e grupos, mas sim a INCLUSÃO de alimentos mais saudáveis e equilibrados para se ter uma saúde e qualidade de vida melhores.

Hoje quando falo de Reeducação Alimentar com foco em Nutrição Comportamental, trabalho em consultório o comer de tudo, mas esse texto de hoje é justamente para definirmos JUNTOS o que é esse comer tudo. Quando eu pergunto em consultório sobre as experiencias passadas e frustrantes de ”dietas” anteriores os pacientes relatam a provação extrema de muitos alimentos que gostam e dai quando falo que vão poder comer de TUDO ficam muito felizes, mas a definição de comer tudo de alguns é:

”comer de tudo Rodolfo, tipo pizza, lanches, chocolate, cerveja, doces, pão, etc…?”

 

Importante lembrar que o comer de tudo engloba os alimentos mais saudáveis e também os menos saudáveis (dentro de um equilíbrio e distribuição adequados para rotina do paciente). Esse comer de tudo significa que ele poderá comer, frutas, verduras, legumes, leites e derivados, cereais integrais, castanhas, sementes em geral e também incluir pizzas, lanches, doces, etc… o comer de TUDO é muito mais amplo que apenas os imaginados acima na primeira citação.

Vale lembrar que quando comer de tudo, conseguimos optar maior quantidade de nutrientes que EQUILIBRAM e REGULAM nosso organismo e fica muito mais fácil e simples controlar desejos, vontades e períodos compulsivos. Até mesmo porque a permissão em comer desativa POTENTES sabotadores psicológicos do processo de emagrecimento.  Se planeje, se permita, e você conseguirá seguir um novo estilo de vida. Viver em privações troca o processo TEMPORÁRIO e efeitos sanfonas constantes.

 


COMO SUBSTITUIR CRENÇAS NOCIVAS


COMO SUBSTIUIR CRENÇAS NOCIVAS

1 – É CULPA MINHA: Em vez de pensar assim, você pode pensar: não é culpa minha, não é culpa de ninguém a culpa ainda não foi determinada, pode não ser culpa de ninguém ou encontrar o culpado não resolve o problema – devemos nos concentrar na solução.

2 – NÃO SOU SUFICIENTEMENTE BOM: Em vez de pensar assim, você pode pensar: sou suficientemente bom, não preciso me comparar com os outros, não se trata de ser bom ou ruim, ser ‘’suficientemente bom’’ é relativo, vou ser melhor no futuro ou estou aprendendo cada dia mais.

3 – NÃO VAI DAR CERTO: Em vez de você pensar assim, você pode pensar: algo vai me acontecer, sempre há um jeito de fazer dar certo, posso pedir ajuda, se uma coisa não funciona, sempre existe outra coisa que pode funcionar ou ser pessimista não me ajuda a encontrar uma solução.

4 – SEI QUE NÃO VAI FUNCIONAR: Em vez de você pensar assim, você pode pensar: não, eu não sei, estou apenas imaginando, estou só ansioso, mas vai passar ou olhar para trás só é bom se levar a um futuro melhor.

5 – NÃO POSSO FAZER NADA A RESPEITO: Em vez de você pensar assim, você pode pensar: posso encontrar alguém que possa fazer, sempre tenho a opção de cair fora, preciso analisar melhor a situação ou ser derrotista não me ajuda a melhorar as coisas.

6 – ERA SÓ UMA QUESTÃO DE TEMPO, IA ACONTECER: Em vez de pensar assim, você pode pensar: não sou fatalista, isso era imprevisível, isso também vai passar, nunca chove o tempo todo ou ser fatalista me tira a possibilidade de escolha.

Adaptação do Livro SUPER CÉREBRO – DEEPAK CHOPRA

 


FINAL DE SEMANA. COMER COISAS DIFERENTES OU MANTER O FOCO?


Final de semana, podemos comer coisas diferentes e manter o resultados e manter saúde? LÓGICO!

16406634_10211670018087225_5299269475598093193_n

Esse sábado, como eu não trabalhei e nem participei de nenhum curso ou aulas, tive mais tempo para mim mesmo e minhas coisas, então me permiti ir ao Shopping comer comida japonesa.

Para essa refeição usei as técnicas Mindfulness onde apreciei cada unidade dos alimentos que escolhi, desliguei meu celular por 25 minutos e mesmo com o shopping LOTADO e uma baralho super alto, em alguns momentos eu me desconectei do meio externo e quando vi estava apenas meu prato e eu em um momento de extrema satisfação. O barulho voltou? SIM, mas me concentrei para prestar mais atenção ao prato que nas pessoas ao redor.

Tive vontade de olhar no celular? SIMMMMM!!! Mas resisti, por horas minha mente me lembrava que tinha que olha-lo, mas eu fui mais forte, afinal, eram apenas 25 minutos que me permite não desviar atenção do que estava fazendo. E adivinhem? Nada de mais aconteceu…

Você já colocou em prática as técnicas Mindfulness? Ela ajuda nos casos de:

– Compulsão alimentar
– Descontrole do consumo de determinado alimento
– Ansiedade
– Comer reativo (por algum motivo externo) ]
– Pessoas que dizem: ”Só percebi depois que comi.”
– Pessoas que relatam comer algo e continuar com vontade de comer
– Quem tem vontade sempre do mesmo alimento
– etc…

A nutrição básica nunca deixará de existir, mas hoje temos muitos recursos que tem efeito comprovado no controle e tratamento do excesso de peso…

Consulte um nutricionista Comportamental e vamos aprender comer de tudo sem CULPA!!

12247088_10207824559193156_3990399631772714760_n


PENSAR, SENTIR, DEPOIS COMER…


A Nutrição vai muito além do comer! O ato de colocar o alimento na boca é a última etapa do processo que antecedem processo muito individuais e de extrema relevância! Hoje nas consultas é impossível falar apenas de quanto, quanto disso, quanto daquilo, sem sugerir técnicas e estratégias que ajudem o paciente de fato a ver a alimentação com outros olhos e voltada para o comportamento e pensamentos! #supercerebro #limeira #pensemagro#rodolfoscatolonnutricionista #rodolfonutricionista

12247088_10207824559193156_3990399631772714760_n


ELE NÃO PODE COMER QUALQUER COISA…


“Nutricionista é flagrado tomando milk shake de leite em pó em Shopping em Limeira” – fiquei impressionado hoje quando sai do quiosque com o copo e muitas pessoas que graças a Deus sabem que eu sou, mas não esconderam a cara de espanto e inconformação!
Então quer dizer que o quiosque é para todos menos para nutricionistas!?
O fato de eu ter conhecimento aprimorado sobre alimentação saudável não quer dizer que sou proibido de comer ou beber nada!
Até quando vamos achar que só tem o corpo dos sonhos quem come Salada e frango!?
Sou um comedor e consumidor como qualquer pessoa! Tomar esse milk shake hoje não me tirou saúde e nem me fez ganhar peso, pois o que prego e falo diariamente em consultório é o quanto podemos de tudo para sermos saudáveis e felizes ao mesmo tempo!
Existe prazer na fruta, no iogurte, nas castanhas, na salada, assim como também nas pizzas, lanches, sorvetes, etc… alimentos são para todos! Não é porque sou nutricionista que tenho obrigação de comer 100% das minhas refeições como a sociedade ou diretrizes dizem!
A Nutrição moderna mostra que o julgamento alimentar é um dos principais vilões da autopunição…
Está na hora de abrir os olhos! Quem ensina a comer merece méritos e créditos! Longe de mim ser um nutricionista que fala apenas de proibição! #rodolfonutricionista #rodolfoscatolonnutricionista #pensemagro #limeira #supercerebro

 

12247088_10207824559193156_3990399631772714760_n


ELOGIE-SE – ISSO AJUDA VOCÊ EMAGRECER!


Segundo o livro Pense Magro (2009) e as minhas experiencias clínicas nesses 4 anos de atendimento é possível observar que as pessoas que lutam para emagrecer costumam ser bastante duras consigo mesmas, tornando-se auto-críticas no momento em que desviam do seu plano alimentar. Em vez de pensar nesse deslize apenas como um erro e pensar no que fazer para evitar que ele aconteça novamente, recriminam-se por serem fracas, até mesmo más, e casos perdidos. (isso ativa muitos sabotadores)

Caso você se veja apenas fazendo críticas a si mesma sobre seus comportamentos na alimentação comece nesse mesmo momento a lembrar tudo que você conseguiu executar de maneira adequada ou dentro do seu planejamento nesse dia (ex: eu fiz um excelente café da manhã, já tomei meus litros de água, consegui comer as frutas planejadas, resisti no lanche da manhã ao que me ofereceram, dará certo de eu ir treinar a noite, não falhei aos treinos essa semana, etc…) existem TANTAS coisas que você está conseguindo fazer que não deve focar apenas no deslize, ele se for realizado ISOLADAMENTE e você a partir dele voltar ao seu plano alimentar, nada vai acontecer de ruim para você e nem para seus objetivos.

COMO E QUANDO SE ELOGIAR (segundo Judith Beck):

Elogios são palavras ou frases curtas ditas para si mesmo, como:

  • certo!
  • Isso foi muito bom.
  • Ótimo!
  • Continue assim!
  • Isso merece um elogio.
  • Fantástico.
  • Eu consegui.

Dica: todos os dias, ou quando for possível, faça uma auto analise de tudo que você está realizando de positivo, e escreva em um caderno ou bloquinho. Nos dias que estiver se sentindo desmotivada ou com sentimento de fracasso leia as opções e isso ajudará você lembrar de tudo que já construiu no novo hábito alimentar e te lembrar que você é capaz de fazer tudo aquilo, certo?

12247088_10207824559193156_3990399631772714760_n

 


PARE DE SER ENGANAR!


Quem faz dieta tem uma surpreendente capacidade de se enganar a respeito de alimentação. Eles podem ser racionais e razoáveis em outras situações, mas quanto a dietas, não. Pense nas outras vezes que você precisou restringir a alimentação fazendo uma dieta. Você deu a si mesmo uma desculpa esfarrapada para comer?

Segundo o Livro Pense Magro a lista abaixo são os típicos pensamentos sabotadores auto-ilusórios (que te autorizam a comer e fazem você acreditar que isso é uma verdade):

– Tudo bem comer isso porque…

”Não é um pedaço inteiro”

”vou comer só dessa vez”

”não é tão calórico”

”vou compensar depois, comendo menos”

”não vai fazer diferença”

”vai ser desperdício”

”estou comemorando”

”ninguém me verá comendo”

”são só migalhas”

”é de graça”

”estou chateada e simplesmente não ligo para isso”

etc…

 

Esses e outros pensamentos te iludem e te reduzem a culpa em comer AGORA, porem depois a culpa pode vir com maior intensidade quando você não obter os resultados esperados. Vale lembrar que o livro cita essas pensamentos como sabotadores para alimentos FORA DO PLANEJAMENTO, caso no seu dia estava planejado comer algo diferente, esse alimentos e os pensamentos que estiverem passando na sua cabeça na hora do consumo não devem ser classificados como sabotadores.

Caso você reconheça que já se permitiu ou que se permite sempre comer por esse ou outros pensamentos, é importante avaliar o nível do processo e onde ainda quer chegar, caso queira ainda eliminar peso e evitar a frustração da manutenção do peso, é importante aprender de maneira natural e com treino a responder esses pensamentos de maneira mais funcional ao seu objetivo.

12247088_10207824559193156_3990399631772714760_n

Texto adaptado do Livro Pense Magro (Judith S. Beck) 2009.