A comida e sua representação pessoal e social!


O convívio social e nossa alimentação…

Comer é vital, é necessário. Sem alimento todo nos morremos, por não fornecer energia necessária para que o corpo trabalhe de maneira eficiente. Comer é necessário, mas será que eu estou comendo apenas o necessário? Isso sua composição corporal irá dizer…

Com o crescimento da população e também com o crescimento da obesidade e sobrepeso no mundo, chegamos a conclusão que o comer apenas o necessário está sendo esquecido. Hoje se come por tristeza, por alegria, por prazer, por desgosto, por estar entre amigos, como forma de recompensa, como forma de preencher um vazio, para preencher uma carência efetiva, para curar as mágoas, para não dizer não a alguém e magoa-la, por vontade de comer e também por fome…
Hoje o alimento é considerado por muitas pessoas, muito mais do que um alimento. Em muitos momento ele é o conforto, é o carinho, é prazer momentâneo, etc…

Do ponto de vista nutricional, muitos deles alimentos que são os preferidos são ricos em gorduras ou açucares simples como chocolates, frituras, doces, bombons, bolos recheados, sorvetes, etc… e eles tem uma relação com aumentar nossos níveis de serotonina e dopamina (substância que trazem um certo prazer momentâneo).

Por isso sempre reforço que restringir, em muito momentos causa dor, sofrimento, angustias, tristezas, pois a relação de algumas pessoas com o alimento é muito forte. E esse vinculo não precisa ser quebrado de maneira radical. Por isso o profissional teve cativar o paciente a se abrir, relatar suas dificuldades no processo de perda de peso, relatar o que alguns alimentos específicos significam em sua vida, e então o nutricionista pode de maneira mais equilibrada e balanceada deixar alimentos específicos em seu cardápio. Desde que você confie no profissional e que esclareça de maneira clara sua relação com o alimento.

Fora o vinculo individual de cada um, e voltando ao tema, estar em sociedade é estar cercado de comida e pessoas oferecendo comida a nos a todo o momento. Ninguém mais marca um encontro entre amigos onde a pergunta mais importante é ‘’o que vamos comer?’’ ‘’O que vamos beber?’’, onde o verdadeiro sentido do encontro seria ver os amigos. Temos de aprender a resgatar isso em nós. Será que todo lugar que eu vou só estou pensando em o que comer?
No processo de reeducação alimentar, eu trabalho muito essa questão da boa relação com o alimento. Ele não é nosso inimigo, ele está em todos os lugares, ao redor de todas as pessoas, e por que eu como nutricionista TENHO que privar meus pacientes desse convívio sadio com a comida. Odeio frases como ‘’esse alimento, a partir de hoje nunca mais’’, ‘’chocolate nem pensar’’, ‘’pizzaria com os amigos? Tome água somente’’, ‘’seja forte, resista até o fim’’, entre outras.

Já está mais que comprovado que a privação de alimentos leva indivíduos a episódios compulsivos esporádicos, que com maior frequência pode se tornar um compulsivo diagnosticado. Exemplo bem simples: se privar dos chocolate por 90 dias certinho, e no 91º comprar uma barra de 500 g e comer inteira. Não seria mais saudável e mais prazeroso comer 1 pedacinho pequeno todos os dias ou 3 vezes na semana? Pizza no final de semana: todos sabemos que comer pizza sempre não é uma opção tão saudável (embora hoje temos opções ótimas), mas não é 1 pedaço de pizza no final de semana que vai atrapalhar você no seu objetivo de peso ou de manter uma saúde em ótimo estado, mas sim a QUANTIDADE.

images (5)

Por isso deve haver equilíbrio. Como eu sempre digo:

– Temos que comer de maneira mais saudável o maior número de dias possíveis e quando tivermos convites para algo diferentes, podermos ir sem culpa, porem com a consciência do que e do quanto posso ingerir. Existem mil dicas e técnicas para auxiliar você a se controlar nesses eventos caso não tenha ainda o controle sobre isso, por isso é sempre importante procurar um profissional nutricionista quando desejar melhorar ou ter dicas fidedignas sobre alimentação saudável.

Restrição não leva a nada. Equilíbrio te traz paz, saúde, uma vida social sem neuras, com escolhas certas e prazeres que todo alimento pode te proporcionar. Curta o prazer de comer. Curta o prazer de comer bem. Curta o prazer de comer em equilíbrio.

Rodolfo Scatolon Nutricionista CRN 38692

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *