Perdendo peso indo ao supermercado!


Perdendo peso indo ao supermercado!

Esses dias ouvi de uma pessoa a seguinte frase:

– Alguns nutricionistas não se atualizam, parecem que param no tempo. Onde já se viu não ter no cardápio GojiBerry, semente de chia, chás pronto tipo detox, não tirar glúten, etc…? Esse profissional está desatualizado! Afirmou ela.
Para reflexão geral: será que esse profissional está desatualizado ou ele está reforçando para você que para atingir seu objetivo não é necessário utilizar produtos específicos e modistas?

Recebo muitos pacientes no consultório hoje em dia que uma das primeiras perguntas é se meu cardápio custa caro. Ou seja, para muitas pessoas ainda está culturalmente implantado que para se perder peso é necessário ser frequentador de lojas de produtos naturais específicas. Essa lojas, são de fato uma mina de ouro, pois todos os produtos tem um fim voltado a saúde e qualidade de vida, porem se consumidos de maneira errônea, de nada vale ser saudável. E eu te pergunto: então no supermercado não existem produtos saudáveis? LÓGICO QUE EXISTE, só basta irmos com tempo e observarmos os rótulos com mais atenção e fugir dos industrializados.

Dicas-para-fazer-compras-saudáveis-e-magrinhas-no-supermercado-609x250

Quando pensamos em emagrecimento fisiológico (do corpo em si), comer menos calorias do que de gasta promoverá perda de peso, logo, se você gosta 2000 kcal por dia nas suas atividades e começar a comer 1500 kcal, você terá resposta em perda de peso. Com isso já conseguimos desmitificar que somente produtos específicos vão te emagrecer! Pois 1500 kcal totais sendo em produtos de lojinhas ou 1500 kcal em produtos de supermercado vão te favorecer no seu objetivo. Lembrando que o valor nutricional dos produtos influencia na qualidade da perda de peso, mas numericamente falando os dois casos são favoráveis para perda de peso.

No supermercado encontramos frutas, verduras e legumes in natura (hoje em dia até orgânicos e higienizados, prontos para consumo), leites desnatados e sem lactose, iogurtes, pães integrais, torradas integrais, requeijão light, chocolates 70%, semente e grão, castanhas, frutas desidratadas, temperos naturais e desidratados, etc. Concluindo, temos todos os alimentos que se distribuídos de maneira adequada equilibrada na sua rotina você atingi seu objetivo de perda de peso. Isso que eu chamo de plano alimentar prático e do dia-a-dia. Pois ainda muitas pessoas tem dificuldade em conseguir comprar produtos específicos. Lógico que como nutricionista eu conheço muitos produtos mais específicos, mas assim como conheço os seus substitutos mais baratos e mais práticos. Hora ou outra sempre é sugerido um alimentos diferente mas eles não precisam ser REGRA no seu cardápio para você atingir seu objetivo. Pois para que você consiga atingir seu objetivo e mantê-lo as coisas tem que ser práticas, estar dentro da sua rotina.

Por isso cuidado quando avaliamos um profissional somente pelo tipo de alimentos que ele prescreve ou retira, um bom profissional não se limita apenas a cardápios e sim a comportamentos alimentares inadequados. E lógico, o sucesso do processo não depende de profissional algum e sim única e exclusivamente de você! Pense nisso!

Rodolfo Scatolon Nutricionista CRN 38692

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *