SIM, eu estou engordando porque digo SIM!


Esse texto serve para sua reflexão! É muito importante você sentar depois que lê-lo e rever algumas estratégias da sua rotina para te auxiliarem no seu objetivo! Lembrando que vou focar o texto na questão de ganho de gordura corporal (obesidade e sobrepeso).

Atualmente devido a mídia sensacionalista e alguns profissionais modistas (que nem sempre são nutricionistas), muitos associam que emagrecer é um processo chato, estressante, que nunca mais poderão comer doces, que não poderão ir em festas, etc… para muitos é um processo de tortura diário com sensações como fome, dor de cabeça, tonturas, queda de cabelo, unhas quebradiças, irritabilidade, fraqueza, moleza no corpo, etc… (e se você está com esses sintomas é porque está seguindo uma ‘dieta’ errada e inadequada para perda de peso, pois com reeducação alimentar esses sintomas nem passam perto das pacientes (afirmo e reafirmo isso).

Uma situação muito rotineira de todos são os eventos sociais, que em maior números são os aniversários, Happy hours, jantares em família, churrascos, entre outros mais… nossa eu preciso dizer NÃO para todos eles? se não conseguirei emagrecer? Minha sugestão é um pouco diferente. Não jogue a pergunta para o profissional, e sim para você mesmo/a refletir como:

– Estou satisfeita com os resultados que estou tendo na semana?
– Quero ter o mesmo resultado na outra semana que segui tudo corretamente?
– Estou preparada para me deparar com um resultados positivo na balança?
– Quantos eventos já tive essa semana? Será que vale a pena?

Bom, essas são as quatro perguntas básicas que você deve se responder. Em consultório eu entrego um material orientativo de como as pacientes devem se comportar em eventos sociais, e um deles seria a possível quantidade de alimentos que você poderia comer para não te atrapalhar no seu resultado. A questão não é dizer NÃO ao evento e sim, o quanto você pode comer e que essa quantidade não influenciará no seu peso. Todos podemos comer de tudo, mas de tudo na medida ideal para nossos resultados.

images (3)

Um outro ponto para reflexão e agora sim entrando no tema proposto, é a quantidade de SIM’s que você diz na sua semana que te atrapalham nos seus resultados. Exemplo: se você tem 3 eventos na semana e nos 3 eventos você come sem controle e não para de comer quando se sente satisfeita, possivelmente será uma semana sem resultados. Pois você disse SIM para praticamente metade da sua semana.

Sabe aquele SIM para o brigadeiro do vendedor de rua, o SIM para almoçar num lugar diferente, o SIM para um lanche no lugar no jantar, o SIM para uma porção a mais de macarrão, o SIM para o bolo recheado de sobremesa, o SIM para os 8 tipos de docinhos diferentes… você já parou para pensar que o número de SIM’s que você diz é diretamente proporcional aos seus resultados? (reflita).

Segundo o Intutite eating (comer intuitivo) quando nos aprendemos a ter o controle da nossa fome e detectar nosso ponto de saciedade, podemos nos permitir com maior frequência, pois quando comemos até o ponto de saciedade, quer dizer que comemos o que nosso corpo precisa, e nesse momento é preciso praticar o NÃO. Ou seja, você diz SIM para o evento, para seus amigos, para seus familiares, mas também diz NÃO ao exagero desnecessário! Lembre-se que vocÊ irá comer de três em três horas, então porque o exagero agora?

Nutrição comportamental, um novo conceito de se alimentar. Crie uma boa relação com o alimento e emagreça sem torturas e loucuras! Procure sempre um nutricionista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *