Sub-relato de ingestão Alimentar – Isso pode dificultar o trabalho do Nutricionista!


Sub-relato de ingestão Alimentar – Isso pode dificultar o trabalho do Nutricionista!

Um dos principais erros da avaliação dietética está no relato impreciso da ingestão energética, que distorce a interpretação dos resultados de estudos sobre consumo alimentar 3, sendo mais comum o relato da ingestão energética inferior às quantidades mínimas necessárias para a manutenção do peso corporal do indivíduo, fato conhecido pela literatura científica como sub-relato da ingestão energética. Esse pode ocorrer por lapsos de memória, dificuldade do entrevistado em quantificar as porções, incompreensão das questões feitas pelo entrevistador e até mesmo por constrangimento ao relatar o consumo de alguns alimentos.

Têm sido descritos como contribuintes para o aumento da prevalência de sub-relato em pessoas obesas fatores como insatisfação com a imagem corporal e desejo de ajuste social, que representam a tendência do indivíduo em fornecer uma resposta mais aceitável . Isso reforça os achados do presente estudo, em que os indivíduos insatisfeitos com o peso corporal apresentaram probabilidade 49% maior de sub-relatar do que os satisfeitos.

Dentre todas as características já estudadas, a obesidade é o maior indicador do sub-relato. Em indivíduos obesos, a discrepância entre a ingestão energética relatada e o gasto energético medido. Outra característica importante na predição do sub-relato é o gênero: mulheres sub-relatam seu consumo energético mais do que homens.

111111111

De forma geral, as “atitudes em relação à alimentação” parecem ser a explicação mais plausível para o sub-relato. A pressão social exercida sobre as mulheres (e mais recentemente sobre os homens) para que estas possuam a imagem corporal “ideal”, parece ser uma razão subjacente aos problemas relacionados ao relato da ingestão alimentar. Desta forma, as mulheres sentem-se incitadas a relatar o consumo alimentar considerado saudável e não o real.

Pode-se concluir que o sub-relato é um fenômeno complexo, envolvendo fatores morais, emocionais, sociais, físicos e cognitivos. Vários aspectos do sub-relato permanecem largamente inexplorados, comprometendo de forma significativa as inferências feitas a partir de estudos de avaliação do consumo alimentar. A interpretação destes, portanto, deve ser feita com cautela.

DICA DO NUTRI: quando procuramos um profissional para nos ajudar, é importante expor suas reais necessidades e dificuldades. O bom profissional não te julgará, nem fará cara feia ao você contar que a noite come 1 barra de chocolate, mas essa informação é importante para que ele possa te orientar estratégias práticas para sua necessidade. Ao saber dessas informações o nutricionista tem mais dados para trabalhar com seu cardápio, e esse chocolate muitas vezes nem será retirado do seu cardápio, mas sim melhor distribuído. Lembre-se: o nutricionista deve ser seu PARCEIRO no objetivo e não o visto como o PROIBIDOR de tudo que vocE^gosta de comer…

Referencia Cientifica:

http://www.scielo.br/pdf/csp/v30n3/0102-311X-csp-30-3-0663.pdf

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732003000400010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *